Literatura da compaixão ou literatura da revolta?: o ficcionista de que precisamos

Sérgio Oliveira

Resumo


Resumo:

O presente artigo procura, malgrado o reconhecimento da enorme relevância da tarefa social que Richard Rorty destina ao ficcionista, apontar alguns possíveis limites ao seu pensamento, no que diz respeito à apropriação integral e descontextualizada de suas idéias à realidade de sociedades marcadas pela dominação econômica e pelo atual estado da produção cultural nelas difundida.

Palavras-chave: Richard Rorty. ideal liberal. função social da literatura.

Abstract:

Despite the acknowledgement of the relevance of that social task attributed to the fictionists by Richard Rorty, this paper aims at suggesting some possible limits to the reception of his thought, especially in societies characterized by economic domination and by the present condition of cultural industry there.


Keywords: Richard Rorty. liberal ideal. social role of literature.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.