Corpos performativos: os entre-lugares e as zonas queers em Lady Gaga

Júlio César Sanches

Resumo


Resumo:

Essa comunicação apresenta algumas reflexões sobre a performatividade de gênero postulada por Judith Butler. A partir de uma abordagem butleriana de gênero, é possível assegurar a existência de corpos que mesmo inclusos nos dispositivos da sexualidade heteronormativa burlam as normas culturais de gênero -- o queer. Entre as múltiplas tecnologias do gênero, a performatividade caracterizada como simulacro do corpo. Com isso, pretendemos discutir o caráter simulador de performance de gênero nos meios de comunicação. Como suporte analítico, elencamos os videoclipes da cantora Lady Gaga que é reconhecida pela aparência camp, para discutir os conceitos de performatividade (Butler) e entre -- lugares (Bhabha).

Palavras-chave: performatividade. gênero. queer. Lady Gaga. entre--lugares.

Abstract:

This communication presents some reflections on the performativity of gender postulated by Judith Butler. From a gender's butlerian approach, it is possible to guarantee the existence of bodies that even included the same provisions of heteronormative sexuality deceit cultural norms of gender -- the queer. Among the many technologies of gender, performativity is characterized as a simulacrum of the body. We intend to discuss the gender performance's simulator character in the media.As analytical support, we have listed some of Lady Gaga's videoclips, whose artist is recognized by the camp appearance to discuss the concepts of performativity (Butler) and between-spaces (Bhabha).

Keywords: performativity. gender. queer. Lady Gaga. between-spaces.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.