Zona Oeste do Rio de Janeiro, fronteira dos estudos urbanos?

Marcella Araujo, Thomas Cortado

Resumo


Este artigo pretende construir uma entrada metodológica aos estudos urbanos sobre a Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele parte da centralidade que as categorias de tranquilidade e progresso assumem na sociabilidade urbana local. Explorando seus múltiplos sentidos, procuramos traçar diferenciações e aproximações com outras temporalidades e espacialidades que atravessam o Rio de Janeiro. Revisitamos então a produção acadêmica sobre a região e organizamos dois grandes campos de discussão: um sobre política e violência; e outro sobre produção da cidade. Por fim, propomos uma questão de pesquisa: a análise da Zona Oeste como uma fronteira urbana.

Palavras-chave


Zona Oeste, fronteira urbana, temporalidades, espacialidades, sociabilidade urbana

Texto completo:

PDF XML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Dilemas - Revista de Estudos de Conflito e Controle Social

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

             

APOIO: