A catástrofe ao vivo

Arlindo Machado

Resumo


Em que pese seu caráter catastrófico, o evento de 11 de setembro de 2001 representou a hipérbole daquilo que Dayan e Katz chamam de acontecimento midiático, no duplo sentido do termo: um espetáculo de televisão ao vivo que mobilizou o planeta inteiro e uma intervenção na grande mídia por parte de um grupo até então obscuro, mas que soube ganhar notoriedade com uma ação de extremo impacto. O evento permite aprofundar os conceitos de agenda setting e de gatekeeping, na medida em que mostra o poder de agentes da sociedade, sobretudo os mais radicais, de determinar a pauta da mídia.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29146/eco-pos.v14i2.1205

Apontamentos

  • Não há apontamentos.