A Dupla Máscara da Anarquia: Black Blocks, Anonymous e outros Fenômenos

ivan capeller

Resumo


Uma tentativa de determinar o sentido das manifestações de 2013 no Brasil através de uma dupla articulação entre as contradições sociais e políticas dos próprios manifestantes, de um lado, e as contradições estéticas e culturais expressas pela grande mídia, assim como pela chamada mídia independente, durante a cobertura dos eventos acima mencionados, por outro. Nessa análise, aborda-se a questão da violência nas manifestações e a forma ambígua com que a grande mídia, assim como a chamada mídia independente, lidou com esta questão. Nosso texto compara dois fenômenos distintos, embora errônea ou justamente associados com o anarquismo: os vários grupos de anonymous e de black blocks que então surgiram, povoando a superfície dos acontecimentos.


Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, G.: La Communauté qui Vient -- Théorie de la singularité Quelconque, Éditions du Seuil, Paris, 1990.

BENJAMIN, W.: O Anjo da História, Autêntica Editora, Belo Horizonte, 2012

BOOKCHIN, M.: Anarquismo -- Crítica e Autocrítica, Ed. Hedra, são Paulo, 2011.

CANETTI, E.: Crowds and Power, Penguin Books, 1962.

DEBORD, G.: A Sociedade do Espetáculo, Editora Contraponto, Rio de Janeiro, 1997.

FOUCAULT, M.: Ditos e Escritos V : Ética, Sexualidade, Política, Forense Universitária, Rio de Janeiro, 2012.

LENIN, V. I.: O Estado e a Revolução, Editora Expressão Popular, São Paulo, 2010.

NEGRI, A.: O Poder Constituinte -- ensaio sobre as Alternativas da Modernidade, DP&A Editora, Rio de Janeiro, 2002




DOI: https://doi.org/10.29146/eco-pos.v18i3.2266

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.