A difícil convivência entre mudanças sociais dirigidas e recorrentes formas de administrar conflitos entre juridicamente desiguais, no Brasil

Roberto Kant de Lima, Lenin Pires

Resumo


Este artigo propõe uma reflexão sobre as motivações presentes nas mobilizações políticas nas ruas do Brasil, durante 2013. Começamos por questionar, se o Brasil parecia um país emergente e próspero, como podemos entender a necessidade e urgência de múltiplas radicais manifestações, como pode ser visto a partir de junho de 2013? Também, por outro lado, como podemos compreender as reações institucionais provenientes de forças policiais que fazem recurso recorrente à repressão e à violência? O artigo sugere que há paradoxos entre as formas tradicionais de administração de conflitos no Brasil, e as expectativas de tratamento exigidos pelos novos estratos da classe média, surgidos em virtude das mudanças políticas e econômicas que ocorreram nos últimos anos.

 

This paper proposes a reflection about the motivations presents at the street political mo-bilizations in Brazil, at 2013. We start by questioning, if Brazil whould seem an emergent and prosperous nation, how can we understand the emergency need of having multiple manifestations, and radical ones such as the one that could had been seen since back in June 2013? Also on the other hand, how can we understand overall the institutional reac-tions coming from police forces making evidential the phenomenon of the estate violence? The article suggests that there are paradoxes between traditional forms of conflict man-agement in the Brazil, and expectations of treatment demanded by new middle-class strata, arising due to the economic and political changes that have occurred in recent years.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Enfoques - Revista de discentes do PPGSA/IFCS/UFRJ
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia
Largo de São Francisco, nº 1 - Sala 420 - Rio de Janeiro - RJ - 20051-070