A colonização das sexualidades indígenas: Um esboço interpretativo

Estevão Rafael Fernandes

Resumo


Esta artigo busca apresentar de forma preliminar a perspectiva interpretativa de uma “colonização das sexualidades”, desde a perspectiva indígena. Nosso objetivo é apontar como ações cotidianas, implementadas enquanto políticas públicas e justificadas por enquadramentos de ordem política, religiosa ou científica, tomadas aqui como parte de um complexo colonizador mais amplo, torna a heteronormatização parte intrínseca dos processos coloniais. Fazemos uso, para isso, de parte das críticas pós-coloniais, buscando chamar a atenção para os processos de fratura que surgem em consequência dessas dinâmicas. Finalmente, lançamos mão da hipótese de que a “colonização das sexualidades” não se restringe aos povos indígenas, podendo ser estendida, enquanto chave interpretativa, à compreensão e reflexão dos mecanismos de normalização de outros coletivos.

 

This article seeks to present in a preliminary way the interpretative perspective of a "colonization of sexualities", from the indigenous perspective. Our goal is to show how everyday actions, implemented as public policies and justified by political, religious or scientific views, taken here as part of a broader settler complex, makes heteronormativity an intrinsic part of the colonial processes. For this, we use the postcolonial critics seeking to draw attention to the fracture processes that arise as a result of these dynamics. Finally, we assume that the "colonization of sexualities" is not restricted to indigenous peoples, and may be extended as interpretative key to the understanding of standardization of other collectives.


Keywords: colonization, post-colonialism, sexuality, gender, interethnic relations


Palavras-chave


colonização, pós-colonialismo, sexualidade, gênero, relações interétnicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Enfoques - Revista de discentes do PPGSA/IFCS/UFRJ
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia
Largo de São Francisco, nº 1 - Sala 420 - Rio de Janeiro - RJ - 20051-070