A luta pela terra na cosmopolítica do movimento zapatista

Ana Paula Massadar Morel

Resumo


O Exército Zapatista de Liberação Nacional (EZLN) e suas bases de apoio são formados predominantemente por indígenas falantes das línguas tzeltal, ch’ol, tzotzil e tojolabal que vivem em Chiapas, no México. O movimento é conhecido mundialmente por construir toda uma existência autônoma, o que passa pelos diferentes âmbitos de suas vidas. Neste artigo, pretendemos, a partir do trabalho de campo realizado na região, nos focar em um dos pilares fundamentais desta autonomia: a terra. A terra aparece como um dos principais impulsionadores do levante zapatista e está vinculada a toda uma trama de coordenadas cosmopolíticas que constituem a existência do movimento: é o fundamento do trabalho verdadeiro (amtel), dos deuses (yajval), do povo (lum), da própria noção de pessoa (bats’i vinik).


Palavras-chave


Movimento Zapatista; Terra; Cosmopolítica

Texto completo:

PDF DOCX

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Ana Paula Massadar Morel