Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Mangút: Conexões Gastronômicas é um periódico científico eletrônico vinculado ao Departamento de Gastronomia do Instituto de Nutrição Josué de Castro (INJC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que busca fomentar a produção científica de qualidade no campo da Gastronomia, em diálogo com diferentes áreas do saber.

Mangút na língua indígena Krenak/Tupi-Guarani é uma palavra usada tanto para comida, quanto para comer, objetos de interesse direto da Gastronomia. Para além de uma visão clássica da Gastronomia como culinária, técnicas e práticas no preparo de refeições, propomos uma abordagem mais ampla que contemple os processos sócio culturais relacionados a alimentação que valorize e estimule a sociobiodiversidade.

Buscamos trabalhos que abordem a compreensão aprofundada sobre a comida e bebida, seja pelo ato de comer e beber ou de transformar as comidas e bebidas, em sua relação cultural, religiosa, política, filosófica, social, histórica e econômica, identificando e analisando seus desdobramentos na sociedade. Celebramos esforços para a construção de uma perspectiva decolonial desses estudos.

Serão consideradas para análise manuscritos que expressem a diversidade de olhares sobre a Gastronomia e que contribuam para compor um mosaico de pensamentos, reflexões e práticas, incluindo aquelas que sustentem inovações necessárias à transformação da realidade do mercado gastronômico.

A Revista prioriza trabalhos originais, inéditos nos idiomas português e espanhol, buscando a polifonia da Gastronomia das Américas. Serão indicados para avaliação do Conselho Editorial e do Conselho Científico Artigos originais, Resenhas críticas de livros e/ou obras de outra natureza de grande relevância, Entrevistas, Ensaios teóricos, Narrativas, relatos e estudos de caso e Relatos de Experiências (viagens, eventos, trabalhos, experiências diversas) que contemplem o escopo temático do período. Dentre os temas de interesse, listamos a seguir algumas possibilidades de interface com o campo de conhecimento da Gastronomia:

• Alimentação e Inovação Social;
• Antropologia;
• Comunicação;
• Culturas e Territorialidades;
• Educação e ensino;
• Empreendedorismo e Gestão de negócios;
• Estudos Culturais;
• Food Design;
• Gênero;
• História;
• Inclusão social e socioprodutiva;
• Memória social;
• Mercados e Tendências;
• Patrimônio Imaterial e Cultural;
• Processo criativo e Inovação;
• Promoção da saúde;
• Religiosidades;
• Sociobiodiversidades regionais;
• Sociologia;
• Sustentabilidade;
• Técnicas e Tecnologias aplicadas à alimentação;
• Turismo e Hospitalidade;

 

Políticas de Seção

Artigos originais

Seção de resultados de pesquisa inédita avaliadas por pares.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Ensaios teóricos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Entrevistas

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Relatos de experiências

Seção de descrições (viagens, eventos, trabalhos, experiências diversas) que contemplem o escopo temático do período.

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Narrativas, relatos e estudos de caso

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas críticas

Seção de livros e/ou obras de outra natureza de grande relevância devem conter a análise de um trabalho frente um quadro de referência teórica da área proposta pelo autor, o qual deve avaliar e criticar a obra expondo seu ponto de vista pessoal.

Verificado Submissões abertas Não verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os textos enviados à Revista MANGÚT passam por duas avaliações. A primeira avaliação é realizada pela equipe editorial. Analisamos o texto a partir da revisão de dois critérios: normas de apresentação (desk review); e adequação científica ao foco e escopo do periódico (avaliação científica). A partir dessa primeira avaliação, será emitida uma decisão editorial, que pode ser: (1) aprovação do texto para a avaliação por pares; (2)  solicitação ao autor para revisão do texto, adequando-o às normas, para uma nova apresentação e posterior envio aos pareceristas; ou (3) rejeitar o texto para publicação na Revista Mangút.

A segunda avaliação será emitida por pareceristas com experiência reconhecida na área temática, em sistema de duplo parecer cego (double blind peer-review), em que pareceristas avaliam todo o conteúdo submetido para publicação do periódico sem ter conhecimento de seus autores.

Os originais passam pela a avaliação de dois pareceristas. Em caso de pareceres conflitantes, um terceiro parecerista é chamado para avaliar o trabalho.

O resultado das avaliações pode ser de quatro tipos:

a) Aceito na íntegra, sem restrições;

b) Rejeitado – não aprovado para publicação;

c) Aceito na íntegra, com algumas sugestões de mudança (neste caso não é necessário voltar para o parecerista); e,

d) Sugestões de mudança e reenvio ao parecerista. O último caso implica que a avaliação por pares constatou que o artigo poderá ser publicado se o autor fizer algumas adaptações fornecidas na avaliação. O autor pode aceitar – ou não – a sugestão. No entanto, se rejeitar, isso implicará na recusa de publicar o artigo. Caso o autor aceite as sugestões feitas pelos avaliadores, o artigo alterado será novamente submetido a uma revisão.

Os editores são responsáveis pela decisão editorial final, baseada nos pareceres sobre o texto.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...