Histórico do periódico

O Grupo de Pesquisas Paisagens Híbridas da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, tem como foco de trabalho a ideia da paisagem inventada que, por sua vez,  considera a priori as dinâmicas orgânicas e inorgânicas produzidas pelo encontro sempre problemático e enriquecedor entre cultura e natureza, implicando a materialização e a manifestação de ações de caráter híbrido da sociedade sobre o ambiente.É justamente na criação dessas ambiências que nos deparamos, como se um Narciso às avessas diante do espelho, com uma imagem fractal que se assemelha a um híbrido de puzzle, labirinto e palimpsesto, cujas ordens, escalas e dimensões de construção do mundo, múltiplas e quase nunca coincidentes, potencializam, em diferentes camadas da cultura, matizes de desenhos de paisagens que podem operar sobrepostas ou não: reais, imaginárias, sonoras, artísticas, fúnebres, artificiais, cinematográficas, arqueológicas, eróticas, patrimoniais -- ou seja, paisagens compostas pelos mais diversos elementos que interagem e se complementam na constituição do cotidiano humano.