De la colonia a la independencia: narrativas coreográficas en busca de la identidad en la danza en Mozambique

Virgilio Sitole

Resumo



El objetivo de este artículo es comprender la evolución de nuestras danzas para un país que ha pasado por un proceso de colonización y otras influencias políticas, sociales, culturales y económicas. Para ello, mediante una revisión bibliográfica, se recorrió la historia de la construcción de la nación mozambiqueña en varias fases. Esto ayudó a comprender los factores que contribuyeron a la construcción de una y/o varias identidades que encarnan la danza en Mozambique. Partiendo de la premisa de la existencia de relaciones entre el pasado y el presente de nuestras danzas, sabiendo que no hay un sujeto identificable en el papel de colonizador en las danzas, cómo investigar, comprender y operacionalizarlas dentro de las nuevas realidades políticas, económicas, sociales y culturales. Así, se destaca el recorrido histórico de nuestras danzas dentro de contextos adversos y las respectivas particularidades en las narrativas para la búsqueda y construcción de sus identidades.


Palavras-chave


Danza tradicional. Identidades. Narrativas de identidad. Construcción del Hombre Nuevo

Texto completo:

PDF (Español (España))

Referências


ADAMUGY, Belmiro: O homem-cultura. Disponível em: www.jornaldomingo.co.mz. Acesso: 10 de Março de 2022.

Danças do Distrito de Angoche. v. 1. Publicação pela ocasião do II Festival de Dança Popular Ministério da Cultura, 2002.

CRAVEIRINHA, José. Xigubo. Maputo: Ed. Alcance Editores, 2008.

FAZENDA, M. J. Dança Teatral: Ideias, Experiências, Acções. Edições Colibri: Instituto Politécnico de Lisboa, 2012.

FILHO, Wilson Trajano e DIAS, Juliana Braz. 2015. O colonialismo em África e seus legados: classificação e poder no ordenamento da vida social. Anuário Antropológico [Online], v.40 n.2 | 2015. Disponível em: https://journals.openedition.org/aa/1371. Acesso: 11 de Março de 2022.

FARRÉ, Albert. Assimilados, régulos, Homens Novos, moçambicanos genuínos: a persistência da exclusão em Moçambique. Disponível em: https://journals.openedition.org/aa/1443#tocto1n4. Acesso: 15 de Maio de 2022.

HALL, Stuart. A identidade Cultural na Pós-Modernidade. 10ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

HEDGES, David; at all. História de Moçambique: Moçambique no Auge do Colonialismo, 1930 - 1961. Vol. 3. Departamento da História – Faculdade de Letras, Universidade Eduardo Mondlane. 1993.

MATE, Xadreque Paulo. O Colonialismo e o Destino das Danças Tradicionais Guerreiras em Moçambique. Embondeiro: Perspectivas, Análises e Descrições- Publicação Sócio Cultural do ARPAC. N. 2, p. 8-18, 2018..

LOPES, Sónia at all. Entre o Rufar e o Assobio: Os instrumentos tradicionais na Província de Maputo. Colecção Embondeiro. Maputo: Ed. ARPAC – Instituto de Investigação Sócio-Cultural, 2009.

MOGODE, J. (Edr.). Moçambique. Etnicidades, Nacionalismo e Estado. Transição Inacabada. Maputo: CEE/ISRI, 1996.

Música Tradicional em Moçambique. Maputo: Ministério da Educação E Cultura,1980.

PROGRAMA – 1º Festival Nacional de dança popular. Ed. Gabinete Central de Organização, 1978.

PINTO, Maria Helena. Devir (es) Contemporâneos. Maputo: Ed. Kaia Ka Hina, 2015.

SITOLE, Virgílio. Ocultos Sabores Em Letras Coreográficas. Maputo, 2016.

SOUZA, Christiane Pantoja & SOUZA, Airle Miranda. Rituais Fúnebres no Processo do Luto: Significados e Funções: Disponível em:https://www.scielo.br/j/ptp/a/McMhwzWgJZ4bngpRJL4J8xg/?lang=pt – Acesso: 01 de Maio de 2022.

SOUSA, Guimarães Luís: Tertúlias Moçambicanas: periódicos de cultura, literatura e construção nacional em Moçambique pós-independência (1978-1986). São Paulo. 2016. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-09052016-124356/pt-br.php. Acesso: 05 de Maio de 2022.

WANE, Marílio. A Timbila chopi: construção de identidade étnica e política da diversidade cultural em Moçambique (1934-2005). 2010. Dissertação de Mestrado. Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos. Universidade Federal da Bahia, Brasil. 2010. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/15082. Acesso: 08 de Março de 2022.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação em Dança - Universidade Federal do Rio de Janeiro

Associação Nacional de Pesquisadores em Dança (ANDA)

ISSN 2764-782X