Bibliotecas, arquivos e museus: convergências

Maria Christina Barbosa de Almeida

Resumo


A partir da análise das finalidades, características e principais atividades desenvolvidas em bibliotecas, arquivos e museus, procura identificar as semelhanças entre as três instituições. Destaca o novo panorama das coleções em ambientes digitais que, embora favoreça a convergência, particularmente quanto a acesso, traz novos desafios à gestão institucional. Aponta a necessidade de uma formação profissional mais aberta ao diálogo e que favoreça a aproximação das três áreas, e destaca a importância de compartilharem terminologia, conceitos e competências comuns. Ressalta, ainda, a relevância de se promover a interação de bibliotecários, arquivistas e museólogos com os profissionais de tecnologia da informação, que detêm conhecimentos e técnicas indispensáveis a todas as práticas institucionais. Apresenta alguns requisitos para o desenvolvimento de práticas convergentes em bibliotecas, arquivos e museus, entendendo que essas práticas, se desenvolvidas com cuidado e o devido respeito às diferenças, poderão potencializar recursos, viabilizar projetos e ampliar resultados e benefícios aos diferentes públicos.

Palavras-chave: Bibliotecas. Museus. Arquivos. Coleções digitais. Convergências.

 


Palavras-chave


Bibliotecas; Museus; Arquivos; Coleções digitais;

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935