Editorial_Vol.6_n1

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM AMBIENTES COLABORATIVOS NA WEB: ESTRATÉGIAS E DESAFIOS

Em tempos tão únicos como esses em meio à pandemia da COVID-19, doença respiratória aguda grave causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) com os primeiros casos detectados em dezembro de 2019, a nossa vida se acelerou exponencialmente. Com a exigência do distanciamento social para o controle da transmissão e do contágio desse agente virológico, passamos a adotar (com mais frequência) soluções tecnológicas para fins sociais, educacionais, institucionais e científicos- gerando, compartilhando, representando e recuperando conteúdos em diferentes tipos de formatos (áudios, textos, imagens, vídeos, etc.).

O engajamento dos usuários nas mídias sociais cresceu exponencialmente durante a pandemia. Este período é marcado por desafios políticos, sociais e científicos, uma vez que grupos específicos de humanos e robôs atuam em prol da proliferação de teorias e movimentos conspiratórios e desinformações em ambientes colaborativos objetivando, em linhas gerais, promover a ignorância e desconfiança a respeito da ciência e das instituições democráticas.

Nesse limiar, destacamos a importância da divulgação científica em ambientes colaborativos como as mídias sociais com vistas a democratização do conhecimento e contribuição para a alfabetização científica. Profissionais e pesquisadores das Universidades e institutos de pesquisa devem compreender esse público como inimigo a ser conquistado, mas como aliados desse processo.

Para que a divulgação científica venha a funcionar no contexto dos ambientes colaborativos como as mídias sociais faz-se necessário explicar, transmitir, traduzir, simplificar e contextualizar o conhecimento científico de maneira acessível com vistas a interessar e empenhar os usuários a colaborarem ativamente no processo de representação, disseminação, compartilhamento, uso e apropriação da informação.

Faz-se necessário questionar: que imagens são vinculadas para o público em geral quando queremos divulgar o conhecimento proveniente das nossas pesquisas científicas? Qual(is) o(s) contexto(s) e cenário(s) colaborativos em que essa divulgação acontece?

O modelo de comunicação científica necessita ser repensado a partir de uma lógica e perspectiva horizontal, onde o público e as pessoas da sociedade em geral consigam compreender os resultados das pesquisas e a sua importância para a comunidade em geral a partir da divulgação científica mediante uma linguagem clara objetivando a democratização do conhecimento científico, considerando que a ciência não se configura como um regime autoritário. Divulgar o conhecimento científico não é apenas traduzi-lo ou transmiti-lo, faz-se necessário democratizar e engajar as pessoas na ciência através de diálogo, motivação e mobilização em ambientes colaborativos. O público deve ser visto como um conjunto de sujeitos protagonistas, ativos e heterogêneos que participam da construção, significação e representação das mensagens que correspondem à realidade dos fatos, as quais podem ser compartilhadas usando as potencialidades da Folksonomia, por exemplo.

Traduzir o conhecimento científico em ambientes colaborativos é atravessar pontes, transformando a linguagem para torná-la compreensível e acessível para os agentes. É entender também como escutar, conhecer expectativas, demandas, necessidades e, sobretudo, conhecimentos e percepções do público.

Nesse limiar, a equipe da Revista Conhecimento em Ação tem como uma das suas preocupações centrais promover a divulgação das produções científicas publicadas nesse periódico por meio da aplicação de diferentes estratégias de divulgação científica nas mídias sociais Instagram1, Facebook2, Twitter3, bem como no Blog Conhecimento em Ação4. Realizamos a divulgação dos artigos científicos, relatos de pesquisa, relatos de experiências, ensaios e editoriais para a comunidade científica e sociedade em geral. Para tanto, são produzidos, editados e compartilhados materiais imagéticos (infográficos, artes de divulgação personalizadas dos artigos e de informações relacionadas à revista, etc.), textuais (ensaios) e audiovisuais (vídeos postados no Reels e IGTV) postados no feed e nos stories dessas mídias sociais. Os materiais audiovisuais são produzidos pelos autores a partir de orientações prévias enviadas pela equipe da RCA e, posteriormente, são editados pela mesma com a aplicação de imagens e artes gráficas. Essa iniciativa visa apresentar para a comunidade em geral, por meio de uma linguagem clara e acessível, a síntese das pesquisas publicadas nesse periódico (objetivos, metodologia, principais resultados e considerações gerais).

Tendo em vista que a divulgação científica pressupõe o uso de uma linguagem clara e acessível na comunicação do conhecimento científico, os vídeos produzidos pelos autores dos artigos publicados na Revista Conhecimento em Ação a partir do primeiro número de 2021 contam com legendas para que a comunidade em geral e pessoas com qualquer tipo de deficiência auditiva possam absorver e depreender o conteúdo apresentado. Também são criadas enquetes, fóruns de discussão, caixas de perguntas com o objetivo de conhecer as expectativas, necessidades, conhecimentos e percepções do público acerca dos conhecimentos no campo da informação.

Precisamos estar dispostos a delegar o poder dos efeitos que a divulgação científica pode ter na democracia, fazendo ciência com as pessoas e não para as pessoas a partir de uma integração de ecossistema de comunicadores da ciência com um efeito cumulativo em ambientes colaborativos, formando indivíduos competentes em informação e promovendo a alfabetização científica nesse cenário. Com isso, agradecemos especialmente aos leitores e autores que nos acompanham e são imprescindíveis nesse processo colaborativo de divulgação do conhecimento científico no campo da informação. Boa leitura!

Raimunda Fernanda dos Santos

Editora executiva.

1

DocDisponível em: https://www.instagram.com/revistaconhecimentoemacao/. Acesso em: 10 jun. 2021.

2

Disponível em: https://www.facebook.com/RevistaConhecimentoemAcao. Acesso em: 10 jun. 2021.

3

Disponível em: https://twitter.com/acao_revista. Acesso em: 10 jun. 2021.

4

Disponível em: https://conhecimentoemacao.blog.br/. Acesso em: 10 jun. 2021.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Brasil.

ISSN: 2525-7935

Bases de Dados e Diretórios