Estudo dos parâmetros de estampagem incremental para PVC

Marcelo Pinto Pinto Pradella, Marcelo Pinto Pradella, Luis Fernando Folle

Resumo


Na Engenharia de Fabricação, existem diversas áreas de conhecimento voltadas ao estudo dos processos de fabricação que dão origem aos produtos fornecidos para as indústrias de transformação e produtos destinados aos consumidores finais que podem ser processados a partir de chapas, fios, barras e perfis. Em ambos os casos, um dos processos de fabricação mais usado é a “Conformação Mecânica” que é o processo mecânico onde se obtém peças através da compressão de metais sólidos em moldes, utilizando a deformação plástica da matéria-prima para o preenchimento das cavidades dos moldes. No entanto, existe um processo que pode fazer isso sem a necessidade de moldes, a chamada ‘Estampagem Incremental' que consiste em desenhar o formato da peça em uma fresadora CNC através de um punção cilíndrico com ponta arredondada. O objetivo do presente artigo é fazer um estudo sobre o processo de Estampagem Incremental de polímeros como sendo um novo tipo de tecnologia de Prototipagem Rápida que é baseada no processo de conformação de material, diferente dos processos já existentes de remoção ou adição de material. Os testes foram feitos em uma geometria em formato de tronco de pirâmide, em três estágios subsequentes e o objetivo é avaliar alguns parâmetros como a temperatura de trabalho e o diâmetro do punção no resultado final do protótipo. O material escolhido para o estudo foi o PVC pois esse está presente em muitos estudos já feitos sobre o assunto. Testes práticos com PVC indicaram que uma variação na temperatura de trabalho do material de 20°C resultou em um aumento significativo nos resultados de deformação quando feito os testes.

Palavras-chave: Prototipagem Rápida, Estampagem Incremental de Polímeros, PVC, Tecnologia aplicada ao Design.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.