Avaliação do Desempenho Tribológico e Térmico de Materiais de Atrito Durante o Processo de Frenagem

Rafael Lucas Pinto

Resumo


Neste artigo, buscou-se verificar os parâmetros de operação de um sistema de freio a disco para motocicletas
utilizando-se uma bancada de ensaios baseada no procedimento Krauss, descrita pela norma ABNT NBR
6143/1995 [1]. Optou-se por conduzir um Experimento Fatorial 2³, em que os três fatores de controle
considerados (tipo de disco de freio, tipo de pastilha e o valor da pressão de acionamento da manete de freio)
foram alterados deliberadamente em dois níveis cada. Buscou-se analisar as propriedades dos materiais
envolvidos novos e após um determinado tempo de uso, denominado materiais assentados. Para avaliar o
desempenho do sistema de freios durante o processo de frenagem, analisaram-se quatro variáveis de resposta
simultaneamente: temperatura final, coeficiente de atrito, desaceleração e momento da força de frenagem.
Foram utilizadas técnicas de Planejamento de Experimentos Fatoriais para analisar os dados coletados. Como
resultado, o desempenho tribológico mais satisfatório aconteceu para os materiais constituintes do par de
atrito, disco e pastilhas, assentados, e um maior valor de pressão de acionamento da manete de freio. Já para
a temperatura, o melhor resultados ocorreu para os materiais do par de atrito novo e um menor valor de
pressão. Por fim, foi proposta uma técnica de otimização com o intuito de encontrar a melhor combinação
dos níveis de cada fator que otimize o desempenho global das múltiplas variáveis resposta.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.