Avaliação da formação do híbrido NiFe2O4@SiO2 e sua performance na imobilização da GOx

Elvia Leal, Paloma Lima de Oliveira, Líbia de Sousa Conrado, Ana Cristina Figueiredo de Melo Costa, Joelda Dantas

Resumo


 

 Recentes avanços tecnológicos na síntese e projeto de nanopartículas magnéticas (NPMs) vêm abrindo vários caminhos para o uso destes materiais em aplicações médicas e farmacêuticas, como biosensores, carreadores de fármacos, destruição de células tumorais e separação magnética de células e proteínas. Com vista nisso, foi proposto obter o híbrido de NiFe2O4@SiO2 a partir da modificação da superfície da ferrita de níquel com 3-aminopropiltrietoxissilano, objetivando avaliar a sua formação a partir de suas propriedades estruturais, magnéticas e morfológicas, a fim de estudar a sua capacidade de imobilizar a glicose oxidase (GOx). As amostras foram analisadas por DRX, FTIR, MEV, BET/BJH, medidas magnéticas e testadas na reação de imobilização da GOx. Os resultados revelaram a formação monofásica do espinélio NiFe2O4 com tamanho de cristalito de 35 e 32 nm para as amostras antes e após a modificação da superfície; presença de bandas de absorção características do espinélio e do grupo silanol do agente silano, confirmando formação do híbrido. A modificação de superfície melhorou a área superficial e o comportamento magnético das NPMs. O estudo demonstrou que a presença do agente silano não contribuiu para a imobilização da GOx.

Palavras-Chave: Ferritas de níquel, nanopartículas magnéticas, agente silano, imobilização, biomaterial.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.