Colagem de madeira de eucalipto com adesivos naturais

Sabrina Barros Santiago, Fabricio Gomes Gonçalves, Roberto Carlos Costa Lelis, Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho, Juarez Benigno Paes, Marina Donária Chaves Arantes

Resumo


Taninos da casca de eucaliptos foram obtidos por meio da extração com água sob adição de 8 % de Na2CO3 e
a 4% de Na2SO4, com posterior formulação de adesivos. As propriedades adesivas foram avaliadas quanto a
viscosidade, densidade, teor de sólidos, tempo de formação de gel e pH dos adesivos da acácia negra a 50%,
ureia 100%, de tanino da casca de eucalipto extraído com Na2CO3 a 30% e de Na2SO4 a 50%, e ureia com
taninos extraídos das cascas de eucalipto na relação de 90:10 e 80:20. Resíduos madeireiros de eucalipto
(classificados em três classes de densidade: baixa, média e alta) foram colados a quente com adesivos tânicos
e sintético. A resistência das juntas coladas foi determinada por meio de resistência ao cisalhamento e falha
na madeira. Pode-se concluir que os adesivos compostos pelo tanino extraído com sulfato de sódio e com
carbonato de sódio puros (100%) apresentaram características desejáveis para a produção de taninos, mas não
o suficiente para sua utilização como adesivo em madeira em sua totalidade, podendo ser utilizado no enriquecimento
de ureia-formaldeído na colagem da madeira. A maior resistência ao cisalhamento na madeira
ocorreu na classe de densidade alta, para todos os adesivos empregados, enquanto que as maiores falhas na
madeira na maioria dos adesivos testados ocorreram em madeira de baixa densidades.
Palavras-chave: Resíduos madeireiros; eucalipto; adesivos naturais; taninos; colagem a quente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.