Avaliação da atividade antimicrobiana e adsortividade de nanopartículas de sílica dopadas com CuO

Elton Torres Zanoni, Willian Acordi Cardoso, Alice Scarabelot Baesso, Geovana Dagostim Savi, Marilena Valadares Folgueras, Erlon Mendes, Elídio Angioletto

Resumo


Nanomateriais exibem propriedades que se aplicam nas mais variadas áreas, entre estas, na área da saúde
e agrícola, nas quais as pesquisas vêm aumentando progressivamente. Neste trabalho sintetizamos
nanopartículas de sílica não porosas dopadas com óxido de cobre (CuO) usando método de Stöber com
pequenas modificações. Em adição, a atividade antimicrobiana destes compostos contra Staphylococcus
aureus, Escherichia coli e Candida albicans foi avaliada. Primeiramente, o nanomaterial foi caracterizado
por difração de raios-X para identificação da fase CuO na matriz de sílica, e espectroscopia no
infravermelho por transformada de Fourier identificando as principais bandas do SiO2 e a funcionalização
do CuO. Por fim, a morfologia das partículas foi observada por microscopia eletrônica de varredura a
qual mostrou formação de nanopartículas esféricas com tamanho aproximado de 70 nm. As
nanopartículas de sílica dopadas com CuO mostraram eficiência na inibição dos três tipos de
microrganismos testados neste trabalho, formando halos de inibição entre 19,0 e 25,0 mm. Nos ensaios de
adsorção usando azul de metileno, foi possível observar que a presença de CuO na superfície das
nanopartículas de sílica modificou as características de adsorção, aumentando a capacidade e a cinética de
adsorção e desta forma mostrando ser um nanomaterial com características interessantes para aplicações
na agricultura e em diferentes áreas da saúde.
Palavras-chaves: nanomateriais, nanopartículas de sílica dopadas, óxido de cobre, atividade
antimicrobiana, adsorção.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.