Avaliação da susceptibilidade de precipitação da fase sigma na soldagem do aço inoxidável duplex SAF2205

Camila Soares Fonseca, Sidney Nicodemos da Silva, Henrique Giacomini Gomes, Danillo Wisky Silva, José Benedito Guimarães Júnior, Ivete Peixoto Pinheiro

Resumo


A soldagem de aços inoxidáveis duplex é uma operação crítica, devido aos ciclos térmicos aos quais o material
é submetido, que podem favorecer a precipitação de fases deletérias. Nesse contexto, objetivo dessa pesquisa
é analisar a influência da energia de soldagem na susceptibilidade à formação de fase sigma no aço
duplex SAF2205. As chapas de SAF2205 foram soldadas pelo processo de soldagem GMAW, variando a
energia de soldagem em 0,5kJ/mm, 1,0kJ/mm, 1,5 kJ/mm. O material foi analisado por microscopia óptica,
DRX e microdureza Vickers. A análise da microestrutura das chapas evidenciou que quanto maior o aporte
térmico utilizado na soldagem, maior é a quantidade de austenita e maior o tamanho do grão austenítico e
ferrítico. Por meio do perfil de microdureza verificou-se que ocorre a redução da dureza na ZTA. Através do
DRX foi determinada a presença de fase sigma nas regiões de solda para amostras soldadas com energia de
soldagem de 1,0kJ/mm e 1,5 kJ/mm. Concluiu-se que pode-se utilizar nos processos de soldagem GMAW de
aços inoxidáveis duplex SAF2205 com 4 mm de espessura aporte térmico próximo de 0,5 kJ/mm quando o
objetivo for evitar a formação de fase sigma e aproximadamente igual a 1,5 kJ/mm quando o objetivo for
manter percentual das fases na ZTA e ZF próximo ao do metal.
Palavras-chave: Aço inoxidável duplex. GMAW. Aporte térmico. Fase sigma.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.