Avaliação por análise de DRX da influência do beneficiamento de moagem na atividade pozolânica da cinza do bagaço de cana-de-açúcar

Emerson José da Silva, Priscilla Elisa de Azevedo Basto, Fernanda Wanderley Corrêa Araújo, Leonardo Fagundes Rosemback Miranda, Antonio Acacio de Melo Neto

Resumo


É crescente o reaproveitamento e utilização de resíduos em matrizes de base cimentícia, no intuito de um
destino adequado, por apresentarem propriedades pozolânicas, bem como, na perspectiva da redução do consumo
de cimento Portland. Neste trabalho foram produzidas cinzas a partir do beneficiamento de moagem da
cinza do bagaço de cana-de-açúcar (CBCA) coletada em uma usina do estado de Pernambuco. A cinza coletada
foi submetida a um processo prévio de secagem em estufa e peneiramento para retirada de materiais
contaminantes (folhas, pedras e outros), sendo denominado de CAN. O restante do material foi dividido em
quatro frações, sendo cada fração submetida a uma temperatura de queima de 300 °C, 400 °C, 500 °C e 600
°C, respectivamente. Para a composição das amostras foi adotado o procedimento de peneiramento no conjunto
de peneiras com abertura de malhas #200 e #400 respectivamente e moagem no moinho de bolas por
sete horas, obtendo-se quatro patamares de finura: CAN#200, CAN#400, CANP400 e CANM7H. As amostras
foram submetidas a análises de fluorescência de raios X, difração de raios X, massa específica real por
picnometria a gás e área superficial específica por blaine. O IAC das amostras com CBCA mostrou resultados
satisfatórios apenas para as cinzas moídas por sete horas. A moagem mostrou ser de fundamental importância
para o aumento do potencial pozolânico da CBCA.
Palavras-chave: Cinza do bagaço de cana-de-açúcar, Moagem, DRX, Pozolana.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.