Redes epóxi/amina alifáticas com perspectivas para aplicações cardiovasculares. Propriedades biológicas in vitro

Filiberto González Garcia, Thiago Amaro Vicente, Alvaro Antonio Alencar de Queiroz, Olga Zazuco Higa, Fernando José Costa Baratéla

Resumo


Este trabalho descreve as propriedades biológicas in vitro de três redes epoxídicas à base do éter
diglicidílico do glicerol (DGEG) curadas com poli(oxipropileno) diamina (D230), isoforona diamina
(IPD) e 4,4'-diamino-3,3'-dimetil-diciclohexilmetano (3DCM). As interações biológicas entre os
polímeros e o sangue foram estudadas por ensaios biológicos in vitro. Estudos de adsorção de proteínas,
adesão de plaquetas, atividade do lactato desidrogenase (LDH) e propriedades de tromboresistência estão
apresentados. Os ensaios de adsorção de proteínas na superfície dos polímeros mostrou que as redes
epoxídicas adsorvem mais albumina do que fibrinogênio. Os resultados relacionados à adesão de
plaquetas, atividade do lactato hidrogenase e propriedades de tromboresistência indicaram que as redes
DGEG/IPD e DGEG/3DCM exibem comportamento hemocompatível. Desta maneira, assumimos que
estes polímeros epoxídicos são materiais compatíveis com o sangue.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.