Considerações sobre a política externa brasileira no governo Bolsonaro e as relações EUA-Brasil

Williams Gonçalves, Tatiana Teixeira, Williams Gonçalves

Resumo


O governo brasileiro de Jair Bolsonaro inaugurou inédita direção de política externa: movida exclusivamente por motivações ideológicas, sem compromisso com qualquer concepção de interesses nacionais. A ausência deste norte fundamental, que traz, entre outras consequências, uma adesão excessiva, quase totalmente automática e acrítica às decisões e políticas dos Estados Unidos de Donald Trump, coloca o Brasil em posição de grande desvantagem e insegurança em diferentes âmbitos do plano internacional. Expõe, ainda, a incapacidade da atual política externa de lidar com desafios e obstáculos de um sistema internacional que caminha a passos largos para uma transformação estrutural profunda neste século XXINesse sentido, este artigo, de natureza quase ensaística, propõe-se a inventariar o conjunto de ações e medidas adotadas até o momento pela política externa da gestão Bolsonaro (ex-PSL, atual Aliança pelo Brasil), especialmente no que se refere a Washington, usando-as como base de sustentação dos argumentos expostos acima.


Palavras-chave


Relações Brasil-EUA; Política Externa; Bolsonaro; Trump

Texto completo:

PDF Remoto

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.