Aprender o corpo: a redenção do eros na “teologia ficcional” de José Saramago

Marcio Cappelli

Resumo


O artigo procura mostrar como o escritor português José Saramago
elabora em seu universo romanesco, especialmente, n'O evangelho segundo Jesus Cristo, através da reescritura de textos bíblicos, uma teologia ficcional que tem como tema fundamental a crítica da moral religiosa repressora do eros. Ao re-imaginar a vida de Jesus, o literato o faz vivenciar plenamente a sexualidade na relação com Maria Magdalena, não de maneira vulgar, mas como um elemento iluminador e catalisador da própria vocação. Nesse sentido, aponta um caminho para reconsiderarmos o lugar do eros na experiência cristã de Deus e a reconciliar a reflexão teológica com a sexualidade. Para chegar a essa finalidade, de ver a literatura saramaguiana como espaço de recuperação da cidadania da sexualidade, é preciso evidenciar o potencial teológico que o gênero romanesco enquanto ficção possui frente a teologia
conceitual. Além disso, é importante desvendar a metodologia de José Saramago como escritor que, no re-uso da linguagem, das imagens e dos personagens da Bíblia, desloca-os do seu contexto original para crítico-criativamente conferir-lhes sentidos que possibilitam novas compreensões. Dessa maneira, a “boa-notícia” saramaguiana se revelará incontornavelmente como a possibilidade do desejo realizado na concretude dos corpos tornar-se promessa de uma abertura sempre maior ao outro.


Abstract: The article tries to show how the portuguese writer José Saramago
elaborates in his romanesque universe, especially in The gospel according to
Jesus Christ, through the rewriting of biblical texts, a fictional theology that
has as its fundamental theme the critique of religious morality repressor of
eros. In re-imagining the life of Jesus, the writer makes him fully experience
sexuality in his relationship with Mary Magdalene, not in a vulgar way, but
as an illuminating and catalyzing element of his own vocation. In this sense,
he points out a way to consider the place of eros in the christian experience of
God and to reconcile theological reflection with sexuality. To reach this end,
to see the Saramagian literature as a space for the recovery of the citizenship
of sexuality, it is necessary to emphasize the theological potential that the romanesque
genre as a fiction possesses in contrast to the conceptual theology.
In addition, it is important to clarify the methodology of José Saramago as a
writer who in the re-use of the language, images and characters of the Bible
moves them from their original context, to critically-creatively impart to them
senses that enable new understandings. In this way the Saramagian “good
news” will inevitably reveal itself as the possibility of the desire realized in
the concreteness of the bodies to become a promise of an ever greater openness
to the other.
Keywords: José Saramago; fictional theology; eros; sexuality.


Palavras-chave


José Saramago; teologia ficcional; eros; sexualidade

Texto completo:

PDF HTML

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários




Direitos autorais 2018 Cesar Garcia Lima

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.