O universo ficcional das declamações de Calpúrnio Flaco

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25187/codex.v6i2.16862

Palavras-chave:

Calpúrnio Flaco, Excerpta, declamações, declamações latinas

Resumo

A tradição dos manuscritos nos legou cinquenta e três fragmentos de declamações de autoria de Calpúrnio Flaco, como, convencionalmente, a crítica tem chamado o autor desse conjunto de declamações conhecido como Excerpta. Quanto à datação desses fragmentos na história da literatura latina, algumas informações extraídas dos próprios textos, bem como o estilo da escrita e a recorrência de certos temas foram utilizadas para contextualizá-los nos primeiros séculos do Império Romano. No que tange aos temas, Sussman (1994) é categórico ao afirmar que o retrato pintado a partir das declamações de Flaco, assim como as leis que regem os casos e as situações propostas para a confecção dos discursos são muito distantes do cotidiano e das práticas forenses rotineiras à época em que foram escritas. Diante dessas informações, este artigo tem por objetivo mostrar o universo ficcional criado por Calpúrnio Flaco através dos cinquenta e três fragmentos de declamações a que temos acesso.

Biografia do Autor

Jefferson da Silva Pontes, Universidade Federal de Juiz de Fora

Licenciado em Letras (2013) e bacharel em Língua e Literatura latina (2014), possui mestrado em Estudos Literários (2017) pelo Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários da Universidade Federal de Juiz de Fora, onde, atualmente, é aluno do curso de doutorado.

Referências

AIZPURUA, Paul. Un monde de mots. In: _____ FLACCUS, Calpurnius. Les plaidoyers imaginaires (Extraits des déclamations). Paris: Gallimard, 2005, p. 7-26.

BEARD, Mary. Looking (harder) for Roman myth: Dumézil, declamation and the problems of definition. In: Mythos in mythenloser Gesellschaft: Das Paradigma Roms. Stuttgart und Leipzig: Teubner, 1993, p. 44-64.

BLOOMER, W. M. Roman declamation: The Elder Seneca and Quintilian. In: DOMINK, William e HALL, Jon (Ed.). A companion to Roman rhetoric. Oxford: Blackwell, 2007, p. 297-306.

BONNER, S. F. Roman declamation in the late Republic and early Empire. Berkeley e Los Angeles: University of California Press, 1949.

BORNECQUE, Henri. Les déclamations et les déclamateurs d’apres Sénèque le Pére. Lille: Université de Lille, 1902.

CIL – Corpus Inscriptionum Latinarum. v. II. Berlim: Akadem ie Verlag, desde 1863.

CONNOLLY, J. Imaginative fiction beyond social and moral norms. In: DINTER, Martin; GUÉRIN, Charles; MARTINHO, Marcos (Eds.). Reading Romans declamation: the declamations ascribed to Quintilian. Berlin; New York: De Gruyter, 2015, p. 191-208.

DINTER, M. Introduction: reading Roman declamation – The declamations ascribed to Quintilian. In: DINTER, Martin; GUÉRIN, Charles; MARTINHO, Marcos (Eds.). Reading Romans declamation: the declamations ascribed to Quintilian. Berlin; New York: De Gruyter, 2015, pp. 1-10.

FLACCI, Calpurnii. Declamationum excerpta. Lennart Håkanson (Ed.). Stuttgart: Teubner, 1978.

GUNDERSON, Erik. Declamation, paternity, and Roman identity: authority and the Rhetorical self. New York: Cambridge University Press, 2003.

HÅKANSON, Lennart. Studien zu den pseudoquintilianischen Declamationes maiores. Biagio Santorelli (Ed.). Vol. I e II. Berlin/Boston: Walter de Gruyter GmbH, 2014.

HUNTER, Richard L. A comédia nova da Grécia e de Roma. Tradução de Rodrigo Tadeu Gonçalves et al. Curitiba: Ed. da UFPR, 2010.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Tradução de Bernardo Leitão et al. Campinas : Ed. da UNICAMP, 1990.

MAL-MAEDER, Danielle van. La fiction des déclamations. Leiden/Boston: Brill, 2005.

MANNERING, Jonathan E. Declamation 2.0 – Reading Calpurnius ‘Whole’. In: DINTER, Martin T.; GUÉRIN, Charles e MARTINHO, Marcos (Eds.). Reading Roman declamation – Calpurnius Flaccus. Berlin/Boston: Walter de Gruyter GmbH, 2017, p. 9-44.

PONTES, Jefferson da Silva. Talis actor, qualis orator: encenando o discurso oratório. 2017. 140 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017.

REZENDE, Antônio Martinez de. Rompendo o silêncio: a construção do discurso oratório em Quintiliano. Belo Horizonte: Crisálida, 2010.

SANTORELLI, Biagio. Metrical and accentual clausulae as evidence for the date and origin of Calpurnius Flaccus. In: DINTER, Martin T.; GUÉRIN, Charles e MARTINHO, Marcos (Eds.). Reading Roman declamation – Calpurnius Flaccus. Berlin/Boston: Walter de Gruyter GmbH, 2017, p. 129-140.

STRAMAGLIA, Antonio. Le Declamationes maiores pseudo-quintilianee: genesi di una raccolta declamatoria e fisionomia della sua trasmissione testuale. In: AMATO, Eugenio (Ed.). Approches de la Troisième Sophistique. Brussels: Éditions Latomus, 2006, p. 555–588.

SUSSMAN, Lewis W. Introduction. In: ______. The declamations of Calpurnius Flaccus. Leiden; New York, Höln: Brill, 1994, pp. 1-23.

WEBER, Hans. Quaestiones Calpurniae ad expllorandam elocutionem et aetatem Calpurnii Flacci rhetoric collatae. Donauwörth: Universität München, 1898.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Edição

Seção

Artigos