Medeia na Argonáutica: um plano trágico de Argo

Fábio Gerônimo Mota Diniz

Resumo


O propósito desse trabalho é analisar como a relação entre os personagens Medeia e Jasão na Argonáutica de Apolônio de Rodes se estabelece a partir de seu encontro no canto III da obra, por intermédio da discussão acerca do poder de sedução do discurso de Jasão. Exemplos do canto III da obra permitirão compreender como Argo, sobrinho de Medeia, utiliza as habilidades retóricas de Jasão para conquistar o auxílio de Medeia no cumprimento das provas que levarão à conquista do velo de ouro. Além disso, uma análise mais atenta permitirá entender como Apolônio insere nesse discurso elementos ligados a Medeia de Eurípides, fazendo com que a Argonáutica sirva como uma antecipação das situações da peça trágica. 


Palavras-chave


Argonáutica, Apolônio de Rodes; Jasão; Medeia; Eurípides

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v3i1.2801

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2011 Fábio Gerônimo Mota Diniz

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.