O tempo verbal na poesia homérica

Caroline Evangelista Lopes

Resumo


Em qualquer enunciação, a localização temporal dos eventos não ocorre somente por meio do uso dos tempos verbais. Ela se dá através da relação dos tempos entre si e da sua relação com o momento de enunciação. No caso da poesia homérica, o contexto de enunciação coincide com o momento de composição diante da audiência, o que, junto com a enargeia, resulta em um uso específico dos tempos verbais na estruturação da narrativa épica. Baseando-se nessa característica, o trabalho apresentado tem por objetivo rastrear a estrutura verbal utilizada nas cenas de androktasiai da Ilíada, XI, a fim de compreender até que ponto os tempos verbais empregados pelo narrador são resultados da relação do aedo com sua audiência e de que forma eles são empregados.


Palavras-chave


poesia homérica; tradição oral; construção verbal, narratologia; teoria da enunciação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v2i1.2822

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 Caroline Evangelista Lopes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.