A historiografia e a filosofia: os parágrafos introdutórios da obra de Salústio - dicotomia entre corpo e alma

Marlene Lessa Vergilio Borges

Resumo


É muito discutida a passagem do capítulo IX1 da Poética em que Aristóteles fala sobre a diferença entre poesia e história afirmando que “a poesia é algo de mais filosófico e mais sério do que a história...”. A justificativa é que a poesia refere o universal, enquanto a história trata do particular; assim, o que é geral pode ser objeto de reflexão filosófica, o que é particular, não. Aristóteles considera objeto da poesia, por exemplo, a ação que uma categoria de homens realiza em determinadas circunstâncias. Já o que Alcibíades fez ou o que lhe aconteceu, não é objeto da poesia. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v1i1.2843

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 Marlene Lessa Vergilio Borges

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.