PERDOAR-SE O IMPERDOÁVEL: UMA LEITURA DO HERCULES FURENS DE SÊNECA

Rafael Guimarães Tavares da Silva

Resumo


Partindo de uma leitura cerrada da tragédia Hercules furens [Hércules furioso], pretendo avançar uma série de sugestões que levam em consideração palavras e passagens específicas para expandi-las até uma visão renovada dessa obra de Sêneca. Para isso, apoio-me em estudiosos contemporâneos, tanto especialistas da obra de Sêneca (Florence Dupont, Zélia de Almeida Cardoso, Luciano Antonio Marchiori e Ana Ribeiro Grossi Araújo), quanto teóricos que refletem sobre o pensamento ocidental (Hannah Arendt e Jacques Derrida), a fim de suscitar questionamentos à visão tradicional sobre a relação entre a tragédia e a filosofia estoica na obra de Sêneca, o valor estético de seu texto trágico e o interesse de suas personagens dramáticas.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, A. R. G. Hércules possuído: produto poético de uma leitura crítica ou uma tradução possível do Hercules Furens de Sêneca. 2011. 234f. Dissertação (Mestrado em Letras) -- Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais. 2011.

ARENDT, H. The human condition. 2nd ed. Introduction by Margaret Canovan. Chicago; London: The University of Chicago Press, 1998 [orig. 1958].

CARDOSO, Z. A.. Fontes das tragédias de Sêneca. In: ______. Estudos sobre as tragédias de Sêneca. São Paulo: Alameda, 2005a, p. 37-44.

______. A loucura de Hércules (Hercules furens). In: SÊNECA. Tragédias: A loucura de Hércules; As troianas; As fenícias. Tradução, introdução, apresentações e notas de Zelia de Almeida Cardoso. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2014, p. 1-104.

______. O tratamento das paixões nas tragédias. In: ______. Estudos sobre as tragédias de Sêneca. São Paulo: Alameda, 2005b, p. 127-44.

CARVALHAL, T. F. Literatura comparada. São Paulo: Ática, 2006.

DERRIDA, J. La conférence de Rio de Janeiro (2004) « Le pardon, la vérité, la réconciliation : quel genre ? ». In : DERRIDA, J.; NASCIMENTO, E. La solidarité des vivants et le pardon : Conférence et entretiens. Édition établie par Evando Nascimento. Paris : Hermann, 2016, p. 61-120.

DUPONT, F. Les monstres de Sénèque. Pour une dramaturgie de la tragédie romaine. Paris: Belin, 1995.

ERNOUT, A.; MEILLET, A. Langue latine: Histoire des mots. 3ème édition. Paris: Librairie C. Klincksieck, 1951.

EURÍPIDES. Héracles. Edição bilíngue; tradução, posfácio e notas de Trajano Vieira. São Paulo: Editora 34, 2014.

MARCHIORI, L. A. “Hércules furioso” de Sêneca: Estudo introdutório, tradução e notas. 2008. 165 f. Dissertação (Mestrado em Letras) -- Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2008.

NITRINI, S. Literatura Comparada: História, Teoria e Crítica. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015.

SENECA, L. A. Moral Essays, Vol. 1. John W. Basore. London; New York: Heinemann, 1928.

______. Tragoediae. Rudolf Peiper. Gustav Richter. Leipzig: Teubner, 1921.

SÊNECA. A loucura de Hércules. In: ______. Tragédias: A loucura de Hércules; As troianas; As fenícias. Tradução, introdução, apresentações e notas de Zelia de Almeida Cardoso. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2014, p. 1-104.

______. A função dos males na vida humana (Sobre a providência, IV, 16; V, 1-11). Trad. José Eduardo Lohner. Letras Clássicas, n. 3, p. 287-289, 1999. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/letrasclassicas/article/view/73767/77433>. Acesso em: 07 mai. 2017.

SILVA, R. G. T. Leituras críticas sobre a “condição humana”: A partir dos relatos da Bíblia e de Hesíodo. Em Tese, V. 22, Ed. 2 (2017), p. 103-124.

VIEIRA, T. Posfácio do tradutor. In: EURÍPIDES. Héracles. Edição bilíngue; tradução, posfácio e notas de Trajano Vieira. São Paulo: Editora 34, 2014, p. 143-50.




DOI: https://doi.org/10.17074/cpc.v1i37.18085

Apontamentos

  • Não há apontamentos.