Eumênides de Ésquilo para audiências democráticas modernas

Edith Hall

Resumo


O presente trabalho examina a figura das Erínias em sua função na tragédia Eumênides, de Ésquilo, terceira peça da trilogia Oresteia, também composta por Agamêmnon e Coéforas. O tratamento dado à construção das Erínias nessa obra faz surgir significações referentes ao complexo contexto jurídico e político no qual se encontrava a cidade de Atenas. Este estudo traz ainda apontamentos sobre
questões de encenação e revitalização da peça Eumênides nos dias atuais.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.17074/cpc.v2i28.7351

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Calíope: Presença Clássica