O desdobramento da tragédia da política no Brasil

Peter Evans

Resumo


O artigo apresenta uma discussão sobre a trajetória política recente do Brasil. Para isso, apresentam-se as transições desde o impeachment contra a presidenta Rousseff até a vitória eleitoral de Jair Bolsonaro. A análise
se centra nas caraterísticas dos diferentes momentos políticos, em particular, na agenda de políticas públicas. A natureza das transições está explicada com base no jogo das elites políticas e econômicas. O artigo recupera também elementos positivos que poderiam, potencialmente, gerar um contraponto à ideologia reacionária dos movimentos no poder desde o golpe parlamentar de 2016.


Palavras-chave


Brasil, elites, desenvolvimento

Texto completo:

PDF

Referências


AVRITZER, L. Democracy and the Public Space in Latin America. Princeton: Princeton University

Press, 2002.

BAIOCCHI, G, P. HELLER & KUNRATH SILVA, M. Bootstrapping Democracy: Transforming Local

Governance and Civil Society in Brazil. Stanford University Press, 2001.

BASTOS, P. P. Z. Ascenção e crise do governo Dilma Rousseff e o golpe de 2016: Poder estrutural,

contradição e ideologia. Revista de EconomiaContemporânea, v. 21, n. 2, p. 1–63, 2017.

BASTOS, P. P. Z. Brazil at crossroads: The Rousseff impeachment and the neoliberal takeover in

historical perspective. Unpublished Ms, 2018.

BERG, J. “Laws or Luck? Understanding Rising Formality in Brazil in the 2000s.” WorkingPaper No.

, Decent Work in Brazil Series, International Labour Organization, Brasilia, 2010. Disponível em:

https://bit.ly/38v3F0K. Acceso em: 15 Out. 2019.

BRAGA, R. A política do precariado: Do populismo à hegemonial ulista. São Paulo: Boitempo, 2012.

BRAGA, R. The End of Lulism and the Palace Coup in Brazil. Global Dialogue, v. 6, n. 3, September,

a. Available at: https://bit.ly/2UQO1sz. Acseso em: 15 Out 2019.

BRAGA, R. Terra em transe: O fim do lulismo e o retorno da luta de classes. In A. Singer &

A. Loureiro (Eds.), As contradições do lulismo: A que pontochegamos? (pp. 55–92). São Paulo:

Boitempo, 2016b..

BRAGA, R. & PURDY, S. A precarious hegemony: neoliberalism, social struggles, and the end of

Lulismo in Brazil, Globalizations, 2018.

BRAZILIAN MINISTRY OF PLANNING (Economic Advisory Office). Brazilian Development

Indicators. Brasília, DF, Brazil, 2014.

EVANS, P. National Labor Movements and Transnational Connections: Global Labor’s Evolving

Architecture Under Neoliberalism. Global Labour Journal, v. 5, n. 3, p. 258-282. September, 2014.

FLEURY, S. & PINHO, S. Authoritarian Governments and the Corrosion of the Social Protection

Network in Brazil. R. Katál., Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 29-42, jan./abr, 2018.

KERSTENETZKY, C. L. Foi Um Pássaro, Foi Um Avião? Redistribuição no Brasil no século XXI1.

Novos Estudos CEBRAP, v. 36, n. 2, p. 15-34, julho, 2017.

MCKENNA, E. Brazil. The life and death of the new republic. Berkeley Review of Latin American

Studies, p. 14-20, fall 2018.

OLIVEIRA, R.V. Brazilian Labour Reform in Historical Perspective. Global Labour Journal, v. 9, n. 3,

p. 319-338, 2018.

PRONER, C., G. CITTADINO, G. RICOBOM & J. R. DORNELLES (organizers). Comments on a

notorious verdict: The trial of Lula. Project supported by Instituto Joaquim Herrera Flores, Instituto

Declatra, Instituto Defesa da Classe Trabalhadora, Instituto Novos Paradigmas & CLASCSO, 2018.

Based on Comentarios a uma sentença anunciada. O Processo Lula. 2017. Coordenação, Giovanni

Alves. Editora Canal 6, Projeto Editorial Praxis.

SABOIA, J. Salário minimo e distribução da renda no Brasil no periodo 1995-2005: fatos e

simulações. In: SEMINÁRIO DE ANÁLISIS DA PNAD, CGEE/IPEA/MEC/MTE, 2., 2007, Brasília, 2007.

SINGER, A. Os sentidos do lulismo: Reforma gradual e pactoconservador. São Paulo: Companhia

das Letras, 2012.

SINGER, A. A (falta de) base política para o ensaio desenvolvimentista. In A. Singer & I. Loureiro

(Eds.) As contradições do lulismo: A que pontochegamos? (pp. 21–54). São Paulo: Boitempo, 2016.

SLUYTER-BELTRÃO, J. Rise and Decline of Brazil’s New Unionism: The Politics of the Central Única

dos Trabalhadores. Oxford: Peter Lang, 2010.

TARLAU, R. Occupying Schools, Occupying Land:How the Landless Workers Movement Transformed

Brazilian Education. Oxford University Press, 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.