Infância e ditadura: as marcas de uma experiência de controle e disciplinamento

Alejandra Estevez, Valeria Llobet

Resumo


O tema percorrido nessa conversa deságua em duas vertentes. De um lado, versa sobre as
causas e consequências da espinhosa relação entre os direitos das crianças e os conceitos de
vulnerabilidade e subordinação. Depois, se desenrola na análise da experiência de controle e
disciplinamento forçado pelo Estado para a manutenção de períodos ditatoriais e nos oferece
um mergulho nas entrelinhas das relações de poder entre adultos e crianças. Nesse caso, a
análise aponta para a família e a relação entre pais e filhos como um importante núcleo de
produção de personalidades autoritárias que perpetuam um jeito de ser que também é produtor
desses momentos históricos.

Palavras-chave: infância, vulnerabilidade, direitos da criança, ditadura, Argentina.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902