Biblioteca 21 de Abril: experiencias colectivas junto a niños y jóvenes del sertón cearense, Brasil

Raimundo Augusto Martins Torres, Leidy Dayane Paiva de Abreu, Aretha Feitosa de Araújo, Maria Rocineide Ferreira da Silva

Resumo


La experiencia tiene como objetivo describir las prácticas colectivas, culturales y de lectura
junto a los niños de la Asociación de Jóvenes de Irajá – AJIR/Biblioteca 21 de Abril, distrito de
Hidrolândia/CE, con base en los Círculos de la Cultura de Paulo Freire. El proyecto de extensión
cuenta con el acompañamiento pedagógico de investigadores, enfermeros(as), maestros y
un doctor de la Universidade Estadual do Ceará, representantes de la AJIR, y dos monitoras,
estudiantes de pedagogía de la comunidad irajaense, junto a los niños que hacen uso de la
Biblioteca 21 de Abril. Esas personas presentaron sus redacciones y diseños, encima de sus
lecturas e historias de vida. Posteriormente fueron realizadas expresiones artísticas y culturales
como danza, teatro, poesía, música, entre otros. Luego, la experiencia favoreció, incentivó y
estimuló la utilización y la expresión de diferentes tipos de lenguaje, lectura y representación de
realidad, por medio de una práctica de lectura emancipatoria, con establecimiento de vínculos
e intercambio de conocimientos.


Palabras claves: cultura popular, niños, lectura, arte, círculos de cultura.


Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, L. D. P. et al. Abordagem educativa utilizando os Círculos de Cultura de Paulo Freire: experiência de acadêmicos de enfermagem no “Grupo Adolescer”. Adolesc. Saúde, Rio de Janeiro, v. 10, n. 4, p. 66-70, out/dez. 2013.

BRANDÃO, C. R. O que é o método Paulo Freire. 32. ed. São Paulo: Brasiliense, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo/Parecer 36/2001. Brasília: MEC/SEB, 2001.

CAVALCANTE, L. D. E.; FEITOSA, L. T. Bibliotecas comunitárias: mediações, sociabilidades e cidadania. Liinc em revista, v. 7, n. 1, p. 121-130, mar. 2011.

FREIRE, P. O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010: resultados preliminares. Pirâmide etária. Disponível em: . Acesso em: 16 out. 2016.

MANKE, L. S. Leitores rurais: apropriação ético-prática nos sentidos atribuídos à leitura. ICH/UFPEL. 36. Reunião Anual da ANPED, GT 10, 2013.

MONTEIRO, E. M. L. M. (Re)Construção de Ações de Educação em Saúde a partir de Círculos de Cultura: experiência participativa com enfermeiras do PSF do Recife/PE. Fortalezza, 2007. Tese (Doutorado em Enfermagem) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2007.

PADILHA, P. R. Currículo intertranscultural: por uma escola curiosa, prazerosa e aprendente. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

TORRES, R. A. M. Sexualidade e relações de gênero na escola [manuscrito]: uma cartografia dos saberes, práticas e discursos dos/as docentes. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902