Olhares e representações da infância no cinema

Fabiana de Amorim Marcello, Camilo Bácares Jara

Resumo


Nesta entrevista, são apresentadas relexões sobre a relação entre infância e cinema, tema
ainda pouco pesquisado na América Latina. biscute-se que, apesar de existir um cinema feito e decidido por adultos, nele mesmo é possível identiicar uma presença própria da infância que
resiste às determinações. Para além das representações da infância em ilmes, a entrevista
aborda outros aspectos da relação entre a infância e o cinema, tais como, as tensões geracionais entre crianças e adultos no processo cinematográico, marcado pelo adultocentrismo e a tutela, e o lugar de Dztestemunhas do mundodz que faz da infância um eixo que estrutura muitas narrativas cinematográicas. bestaca-se ainda que as possibilidades do cinema para os estudos das infâncias são ininitas e inesgotáveis, uma vez que este se constitui em um recurso potente para o estudo dos discursos e práticas fundantes e reprodutoras da infância. 
palavras-chave: cinema, infância, imagem, representação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 DESIDADES - Revista Eletrônica de Divulgação Científica da Infância e Juventude

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

NIPIAC – Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa para a Infância e Adolescência Contemporâneas
Universidade Federal do Rio de Janeiro - Campus da Praia Vermelha
Av. Pasteur, 250 – Urca, Prédio da Decania do CFCH
Rio de Janeiro - RJ, Brasil | CEP 22.290-902