A CONSTRUÇÃO CONTEMPORÂNEA DO REFUGIADO E DO MIGRANTE: dos benefícios da condição de vítima à repreensão do protagonismo

Sofia Zanforlin

Resumo


Este artigo busca refletir sobre a construção contemporânea do refugiado e do migrante a partir de questionamentos que surgem no processo da pesquisa Mídia, Migração, Interculturalidade -- discursos e imaginários. A premissa é de que o status de refugiado pode ser buscado pelo migrante como estratégia facilitadora de pertencimento na tentativa de rápida regularização da sua situação burocrática. Como parte dessa estratégia, o migrante, a partir da troca de informações com a sua rede de contatos, constrói um discurso focado nas possibilidades de obter o refúgio. Por outro lado, percebe-se que a fronteira entre o que pode ser caracterizado como refugiado e como migrante é tênue, em alguns casos, arbitrária e o argumento a favor da seletividade, situado em torno da não banalização do refúgio, pode, na realidade, vir a ser indicativo de uma política migratória restritiva.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29146/eco-pos.v16i1.1172

Apontamentos

  • Não há apontamentos.