Brecht, Glauber, Deus, o Diabo e o Dragão Entrevista com Othon Bastos

Mateus Araújo, Cyril Béghin

Resumo


Othon Bastos é, sem favor, um dos maiores e mais completos atores brasileiros dos últimos 60 anos, com carreira muito imponente no teatro, no cinema e na televisão. Iniciada por escrito em fins de dezembro de 2004, e largamente desenvolvida num longuíssimo telefonema internacional de Paris ao Rio de Janeiro em 14 de janeiro de 2005, esta entrevista tinha como foco principal o trabalho cinematográfico de Othon com Glauber Rocha, de cuja retrospectiva integral na França (março de 2005) ele era um dos convidados previstos por nós. De seu itinerário muito rico, deixamos entre parênteses uma série de outros aspectos - o que nos permitiu em compensação aprofundar o exame de suas colaborações com nosso cineasta maior. Publicada em versão francesa concisa num livro coletivo editado por ocasião daquela retrospectiva [Araújo Silva, Mateus & Béghin, Cyril. "Brecht, Le Dieu Noir et Antonio das Mortes (Entretien avec Othon Bastos)", em Dominique Bax, Cyril Béghin & Mateus Araújo Silva (dir). Glauber Rocha / Nelson Rodrigues, Bobigny, Magic Cinéma, 2005, p.96-99], ela permanecia porém, até hoje, inédita em português.           


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29146/eco-pos.v22i1.26394

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.