Magnólia: uma reflexão sobre relações familiares e direito sobre pessoas

Larissa Costa Duarte

Resumo


Análise da obra cinematográfica Magnólia (1999) à luz da teoria de Radcliffe-Brown sobre direitos sobre coisas e pessoas. Exame das relações familiares e da díade pais e filhos. Uma reflexão sobre as expectativas que recaem sobre as categorias de paternidade, os direitos e deveres familiares ditados pelas regras sociais, e a dificuldade de manter estável a estrutura familiar formada pelas delicadas relações interpessoais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.