Arquitetura Popular Brasileira: um enfoque etnográfico

Francisco Paolo Vieira Miguel

Resumo


Procuramos, no livro Arquitetura Popular Brasileira, do arquiteto Günter Weimer, analisar antropologicamente algumas das categorias presentes nesse texto e, por extensão, no discurso dos arquitetos acerca de uma arquitetura “popular” no Brasil, ou no jargão dessa comunidade profissional, “vernacular”. Nossa análise etnográfica do livro pretende mostrar os usos de categorias como “popular”, “erudito”, entre outras que são acionadas pelo autor para dar conta da especificidade dessas estruturas genericamente classificadas como “arquitetura popular brasileira”, revelando paradoxos e coerências nos esquemas cosmológicos de um segmento desse grupo profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.