Entre o resignado e o trágico há o nômade: um ensaio sobre o sentido da mobilidade entre os Guarani

Victor Alcantara e Silva

Resumo


Este texto é um ensaio em que viso explorar os sentidos de um tema clássico nos estudos a respeito dos Índios Guarani, a busca da Terra Sem Mal. Partindo dos questionamentos de Hélène Clastres, principalmente sua afirmação de que a religião guarani teria passado a anunciar o fim de sua sociedade, percorro as falas de alguns desses índios através de documentários que eles vêm realizando, principalmente as de um Karaí (profeta), na tentativa de avaliar o sentido que tal busca assume hoje em suas vidas. Desconfiando que Hélène Clastres enrijeceu a relação interior x exterior do grupo, proponho que o sentido da perambulação atual se relaciona com a aquisição de conhecimento que permita a efetivação de uma existência autônoma.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.