Diálogos entre o filme “Leviatã” (2014) de Zvyagintsev e a obra hobbesiana.

André Pezzutto, Betina Thomaz Sauter

Resumo


O filme “Leviatã”, de 2014, desde seus cenários até seus personagens nos inspiraram a reflexões acerca de política e poder segundo um referencial hobbesiano. Seguindo a proposta de Clément Rosset, nos desvinculamos de uma leitura de Hobbes feita por Rousseau e o encaramos no registro de sua teoria de poder absoluto retirando as atribuições equivocadas, como: referência metafísica, referencial naturalista e agressividade natural no “estado de guerra”.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.