Neointegrismo religioso e militância anti-escolha na Câmara dos Deputados

Bruna Quinsan Camargo

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar a agenda parlamentar sobre o direito ao aborto
durante a 54a e 55a legislaturas da Câmara dos Deputados, buscando identificar valores, princípios e estratégias que rodeiam os argumentos dos deputados. Para tanto, foi realizado um mapeamento e análise de conteúdo das proposições de leis acerca do tema. A análise, pautada na teoria política feminista, demonstra como o neointegrismo religioso, através da apropriação do discurso democrático para legitimar posicionamentos religiosos, retira direitos de mulheres e dissidentes de gênero.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Habitus

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.