TRADUÇÃO: O SONHO DA SANTA CRUZ

Diogo Kubrusly de Freitas

Resumo


O poema anglo-saxão O Sonho da Santa Cruz, em inglês The Dream of the Rood, encontra-se preservado em duas fontes: no Livro de Vercelli, uma coleção de obras de cunho cristão escrita em prosa e verso, datada do final do século X e na Cruz de Ruthwell, uma cruz de pregação esculpida em pedra do século VIII, na qual a parte central do poema está gravada em runas (LAPIDGE et al., 2000: 145).
A beleza do poema aqui em foco já foi contemplada por diferentes autores e acadêmicos dedicados ao estudo de caráter histórico e/ou literário dos poemas de origem anglo-saxã. Declarações como as citadas a seguir demonstram o alto grau de qualidade dos versos de O Sonho da Santa Cruz: “That this is the finest, most imaginately conceived and most original of the OE religious poems few will dispute.” (HAMER, 2006: 159).2 “One of the most remarkable and beautiful of Old English poems is The Dream of the Rood.” (CAVILL, 1999: 133).3 “[...] the greatest Christian poem of the age and, indeed, one of the greatest religious poems in English literature.” (CROSSLEY-HOLLAND, 1996: 195).


Palavras-chave


Tradução; Sonho de Santa Cruz; Anglo-Saxão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.