Recensão de 'Treze Cartas e Três Bilhetes de Rachel Cohen' de Mário Cláudio

José Emanuel Vieira

Resumo


Livro resenhado:

Mário Cláudio. Treze Cartas e Três Bilhetes de Rachel Cohen. Porto: Modo de Ler – Centro Literário Marinho, Lda., 2018, 53 pp.


Palavras-chave


Resenha

Texto completo:

PDF

Referências


• ABREU, M. F. “Manuscrito Encontrado (Motivo Do). In: BUESCU, Helena Carvalhão (Coord.). Dicionário do Romantismo Literário Português. Lisboa: Caminho, 1997.

• CLÁUDIO, Mário. Treze Cartas e Três Bilhetes de Rachel Cohen. Porto: Modo de Ler - Centro Literário Marinho, Lda., 2018.

• DOLEZEL, Lubomír. Heterocosmica. Fiction and Possible Worlds. Baltimore and London. The John Hopkins University Press, 1998.

• GELAIS, R. S. “Transfictionality”. In: HERMAN, D. et al (Eds.). Routledge Encyclopedia of Narrative Theory. London. Routledge, 2005.

• REIS, Carlos. Diálogos com José Saramago. Lisboa: Porto Editora, 2015.

• REIS, Carlos. Dicionário de Estudos Narrativos. Coimbra: Almedina, 2018.

• QUEIRÓS, Eça de. Os Maias. Episódios da Vida Romântica. Edição Crítica das obras de Eça de Queirós. Edição de Carlos Reis e Maria do Rosário Cunha. Reis, Carlos (Coord.). Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2017.




DOI: https://doi.org/10.35520/metamorfoses.2019.v16n1a27045

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Metamorfoses - Revista de Estudos Literários Luso-Afro-Brasileiros


Licença Creative Commons
A Revista Metamorfoses utiliza uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e bases bibliográficas:

Google Acadêmico EZBSudoc  Base DRJI WorldCat  Diadorim