A revolta da Escola Militar da Praia Vermelha (1904)

Celso Castro, Juliana Gagliardi

Resumo


Este artigo trata da fracassada revolta militar que ocorreu em 14 de novembro de 1904, no contexto da revolta popular que eclodiu no Rio de Janeiro em oposição à lei da vacinação obrigatória – e que passou à história com o nome de Revolta da Vacina. Nessa ocasião, um grupo de oficiais do Exército e estudantes militares, liderados por um reduzido grupo de militares-políticos, protagonizou uma tentativa de golpe de Estado que partiu da Escola Militar do Brasil, localizada na Praia Vermelha. Procuramos mostrar como a revolta da Escola Militar teve na revolta popular apenas um pretexto, havendo outros interesses e propósitos envolvidos na deflagração do movimento. Nesse sentido, destacamos o projeto de “refundação” da república de 1889, com dimensões políticas e simbólicas fundadas num padrão de ação mais geral, e que ajudam a compreender o levante militar.

Palavras-chave


Revolta da Vacina; Militares; República

Texto completo:

PDF

Referências


CARVALHO, Estevão Leitão de. Memórias de um soldado legalista. Tomo I, Livros 1 e 2. Rio de Janeiro: Imprensa do Exército, 1961.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadãos ativos: A revolta da vacina. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1984.

______. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

CASTRO, Celso. Os militares e a República – Um estudo sobre cultura e ação política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1995.

CUKIERMAN, Henrique. Yes, nós temos Pasteur: Manguinhos, Oswaldo Cruz e a história da ciência no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará: FAPERJ, 2007.

FRANCO, Afonso Arinos de Melo. Rodrigues Alves: apogeu e declínio do presidencialismo. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial, 2000. Vol. I

KLINGER, Bertoldo. Narrativas autobiográficas. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1944. Vol. 1.

LOBATO FILHO, General. A última noite da Escola Militar da Praia Vermelha – Contribuição para a História. Rio de Janeiro: Bibliex, 1992 (Ed. Original, 1948?).

NEEDELL, Jeffrey D. “The ‘Revolta contra a Vacina’ of 1904: the revolt against ‘Modernization’ in ‘Belle Époque’ Rio de Janeiro”, Hispanic American Historical Review, vol. 67, n° 2, maio de 1987, p. 233-69.

NACHMAN, Robert G. “Positivism and Revolution in Brazil. First Republic: The 1904 revolt”. The Americas, Vol. 34, No. 1 (Jul., 1977), p. 20-39.

SEVCENKO, Nicolau. A revolta da vacina – Mentes insanas em corpos rebeldes. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SODRÉ, Emmanuel. Lauro Sodré na história da República. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 1970.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Militares e Política

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.