A “primeira linha dura” do regime militar: trajetórias de oficiais do Exército nos anos 60 e 70

Maud Chirio

Resumo


Este artigo examina a trajetória de uma corrente militar que ficou conhecida como “linha dura” do regime militar implantado após o golpe de 1964. Identificado como adepto do aprofundamento e da manutenção do regime por um longo tempo, esse grupo se apresentou de maneira difusa, surgindo mais propriamente como confluência de militares em torno de posições políticas relativas a questões específicas, inicialmente durante o primeiro governo militar (1964-1967).


Palavras-chave


Regime militar; Linha dura; Exército brasileiro

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Alzira Alves de et al. (org.). Dicionário histórico-biográfico brasileiro, pós-1930. Rio de Janeiro: FGV/CPDOC, 2001.

ABREU, Hugo. O outro lado do poder. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1979.

CHAGAS, Carlos. 113 dias de angústia – impedimento e morte de um presidente. Porto Alegre: L&PM, 1979.

CONTREIRAS, Hélio. Militares: confissões. Histórias secretas do Brasil, Rio de Janeiro, Mauad, 1998.

D’ARAÚJO, Maria Celina; CASTRO, Celso e SOARES, Gláucio Ary Dillon. Os anos de chumbo: a memória militar sobre a repressão. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

DREIFUSS, René Armand. 1964: a Conquista do Estado. Ação Política, Poder e Golpe de Classe. 2e ed. Petrópolis, Vozes, 1981.

FICO, Carlos, “Versões e controvérsias sobre 1964 e o regime militar”, Revista Brasileira de História, vol.24, n°47, São Paulo, julho de 2004.

FROTA, Sylvio. Ideais traídos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

GUIMARÃES, Carlos Eduardo. A crise da ditadura: a reação militar à abertura e o terrorismo de direita – O caso Riocentro como paradigma. Dissertação de Mestrado em sociologia política. São Carlos, UFSCar, 2000.

MARTINS F.º, João Roberto. O Palácio e a caserna. A dinâmica militar das crises políticas na ditadura (1964-69). São Carlos: Editora da UFSCar, 1996.

______. “A educação dos golpistas: as ideias que fizeram a cabeça dos militares nos anos 60”, Comunicado no Simpósio The Cultures of Dictatorship: Historical Reflections on the Brazilian Golpe of 1964, University of Maryland, outubro de 2004. Disponível em: www2.ufscar.br/uploads/forumgolpistas.doc.

O’REILLY, Marcos de Mendonça. A ideologia da Corrente Militar “Revolucionário Nacionalista” (1967-1969). Dissertação de mestrado em História. Niterói, Universidade Federal Fluminense, 1985.

PORTELLA, Jayme. A Revolução e o governo Costa e Silva. Rio de Janeiro: Guavira, 1979.

STACCHINI, José. Março 64: Mobilização da Audácia, São Paulo, Companhia Editora Nacional, 1965.

STEPAN, Alfred, Os militares na política. As mudanças de padrões na vida brasileira. Rio de Janeiro, Editora Artenova, 1975.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Militares e Política

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.