ANO NOVO, VIDA NOVA: A RENOVAÇÃO COM O FESTIVAL DE AKITU NA BABILÔNIA

Autores

  • Maura Regina Petruski Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná. Professora adjunta do Departamento de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa-Pr. Integrante do corpo docente da Pós graduação Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional em Ensino de História da UEPG.
  • Simone Aparecida Dupla Doutoranda em História pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Integrante da Universidade Aberta do Brasil (UAB – Ponta Grossa/PR).

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v23.2.n2

Palavras-chave:

festival, celebração, poder.

Resumo

O presente texto aborda uma das manifestações culturais da cidade da Babilônia, o festival de Akitu. Esta era uma comemoração anual que também celebrava o Ano Novo e era conduzida por representantes dos poderes político e religioso. Os diferentes momentos de sua realização eram desenvolvidos em espaços simbólicos distintos durante os doze dias de sua promoção.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

PETRUSKI, Maura Regina; DUPLA, Simone Aparecida. ANO NOVO, VIDA NOVA: A RENOVAÇÃO COM O FESTIVAL DE AKITU NA BABILÔNIA. PHOÎNIX, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 27–40, 2020. DOI: 10.26770/phoinix.v23.2.n2. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/32954. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos