O HEDONISMO NA OBRA VIDAS E DOUTRINAS DOS FILÓSOFOS ILUSTRES DE DIÓGENES LAÉRCIO: OS CIRENAICOS E EPICURO

Autores

  • Markus Figueira da Silva Professor do Departamento de Filosofia e do PPGFIL da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v23.2.n5

Palavras-chave:

ética, hedonismo, cirenaicos, epicurismo, prazer

Resumo

Trata-se da análise crítica que opõe a apresentação do pensamento cirenaico no livro II da obra de Diógenes Laércio à apresentação do pensamento de Epicuro no livro X dessa mesma obra. Além das lacunas explicativas sobre o historiador e sua obra, pretendo mostrar o interesse do autor em evidenciar a grande importância do pensamento epicurista em detrimento do cirenaico, notadamente no que tange à questão do prazer e às diferenças específicas entre os dois tipos de hedonismo. Ao que parece, para Laércio, Epicuro recupera um sentido ético socrático para o prazer, o que não se encontra nem no pensamento de Aristipo, nem no dos seus seguidores. Entretanto, quando observado o texto, as semelhanças entre eles são mais evidentes que as diferenças. Em muitos aspectos Epicuro é bastante influenciado pelos cirenaicos, sobretudo em sua ética.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

SILVA, Markus Figueira da. O HEDONISMO NA OBRA VIDAS E DOUTRINAS DOS FILÓSOFOS ILUSTRES DE DIÓGENES LAÉRCIO: OS CIRENAICOS E EPICURO. PHOÎNIX, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 80–93, 2020. DOI: 10.26770/phoinix.v23.2.n5. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/32957. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos