O JOVEM IMPERADOR GRACIANO E A ESPERANÇA DE UM NOVO SÉCULO NA LAUDAÇÃO AO AUGUSTO GRACIANO, DE QUINTO AURÉLIO SÍMACO (369 D.C.)

Autores

  • Janira Feliciano Pohlmann Pós-doutoranda em História pela Unesp/Franca-SP.

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v23.2.n7

Palavras-chave:

Graciano, Quinto Aurélio Símaco Eusébio, Laudação, imagem imperial, esperança.

Resumo

Este artigo tem como objetivo contextualizar alguns dos louvores imputados pelo senador neoplatônico Quinto Aurélio Símaco Eusébio (340-402?) ao imperador Graciano (359-383). Perguntamo-nos de que maneira o governante foi descrito pelo orador e senador neoplatônico. Quais virtudes foram vinculadas a Graciano? E a que ações essas virtudes estavam relacionadas? Como a “esperança” (spes) ajudou a sustentar esse discurso em favor do poder imperial? Nosso estudo tem como documento principal a Laudação ao augusto Graciano (369?), pronunciada por Símaco em nome do senado de Roma. Sugerimos que as elaborações narrativas apresentadas pelo senador integravam as políticas de sustentação do poder de mando de Graciano, pois conferiam a este augusto as qualidades necessárias a um correto líder secular e destacavam as ações imperiais que beneficiavam sua gente.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

POHLMANN, Janira Feliciano. O JOVEM IMPERADOR GRACIANO E A ESPERANÇA DE UM NOVO SÉCULO NA LAUDAÇÃO AO AUGUSTO GRACIANO, DE QUINTO AURÉLIO SÍMACO (369 D.C.). PHOÎNIX, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 112–123, 2020. DOI: 10.26770/phoinix.v23.2.n7. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/32962. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos