A ÚLTIMA DANÇA DOS SÁLIOS: A ELITE PAGÃ DE ROMA E OS IMPERADORES CRISTÃOS NO SÉCULO IV EC

Autores

  • Giorgio Ferri Doutor em História Antiga pela Università degli studi di Roma “Tor Vergata”, em cotutela pela Universität Erfurt. Pós-doutor em História Antiga pela Université Toulouse 2 – Le Mirail.

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v22n7

Palavras-chave:

religião romana, sacerdócio sálio, mudanças religiosas.

Resumo

Como reage a elite pagã às leis que gradualmente limitam a religião tradicional e impõem a fé cristã? De que modo os nobres romanos buscam, em um primeiro momento, coexistir, resistir e, em seguida, adaptar-se e estabelecer compromissos com essa nova situação? Tratou-se de uma dura resistência armada, ou, ao contrário, de um transcurso indolor? Nosso estudo de caso para aprofundar o tema será uma inscrição a respeito dos sálios, um antigo sacerdócio tradicionalmente ocupado pelos jovens patrícios romanos. Na ausência do seu maximus, os pontífices passam, então, a agir autonomamente, buscando levar adiante a prática dos seus ritos ancestrais e restaurando os antigos edifícios – nesse caso, as mansiones dos sálios, há muito abandonadas. Servindo-nos das leis contidas no Livro XVI do Código de Teodósio, podemos acompanhar melhor o processo de mudança no interior da elite de Roma, mais complexo do que comumente se considera, feito de ações e reações, resistências e compromissos, até a inevitável conversão.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

FERRI, Giorgio. A ÚLTIMA DANÇA DOS SÁLIOS: A ELITE PAGÃ DE ROMA E OS IMPERADORES CRISTÃOS NO SÉCULO IV EC. PHOÎNIX, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 113–129, 2020. DOI: 10.26770/phoinix.v22n7. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/32995. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos