PRÁTICAS DISCURSIVAS E CAMPOS SEMÂNTICOS DAS NARRATIVAS ADVERSUS IUDAEOS. SÉCULOS IV AO VII d.C.

Autores

  • Renata Rozental Sancovsky Doutora em História Social pela USP com tese sobre Conversos, Judaizantes e Antissemitismo na Península Ibérica Medieval. Professora de História Medieval da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Palavras-chave:

literatura polêmica, Patrística Pós-Nicena, antissemitismo, teologia, hermenêutica.

Resumo

Para o estudo das relações socioculturais entre judeus e cristãos nos primeiros séculos da Idade Média, é preciso investigar os fundamentos discursivos e as funções sociais do chamado “gênero literário polêmico”. Tal produção, distribuída em vários perfis narrativos – tratados, epístolas, sermões e histórias –, atuou de forma significativa na construção e cristalização de imagens e representações mitológicas sobre os judeus e o Judaísmo.

Downloads

Publicado

2020-07-24

Como Citar

SANCOVSKY, Renata Rozental. PRÁTICAS DISCURSIVAS E CAMPOS SEMÂNTICOS DAS NARRATIVAS ADVERSUS IUDAEOS. SÉCULOS IV AO VII d.C. PHOÎNIX, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 128–146, 2020. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/36577. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos