FIANDO, TRAMANDO E TECENDO A PAZ EM LISÍSTRATA, TESMOFORIANTES E ASSEMBLEIA DE MULHERES

Autores

  • Solange Maria Soares de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.26770/phoinix.v28n1a6

Palavras-chave:

mulheres, comédia, tecido, festival, assembleia.

Resumo

Neste artigo, serão analisados os discursos das mulheres em três peças de Aristófanes, Lisístrata, Tesmoforiantes e Assembleia de Mulheres, observando a relação dos mesmos com a tecelagem e a paz. Veremos que a mulher aristofânica consegue desvencilhar-se de suas obrigações sempre que necessita, não cabendo, de forma alguma, no estereótipo da mulher calada e obediente, sendo pelo contrário astuciosa, engenhosa e capaz de criar mil artimanhas a fim de conseguir o que deseja, mesmo que esse desejo seja pôr fim a uma guerra ou tomar o governo da cidade. A busca pela paz é tema recorrente nas peças de Aristófanes visto que a maioria delas foi encenada no período da Guerra do Peloponeso.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2022-06-11

Como Citar

DE ALMEIDA, Solange Maria Soares. FIANDO, TRAMANDO E TECENDO A PAZ EM LISÍSTRATA, TESMOFORIANTES E ASSEMBLEIA DE MULHERES. PHOÎNIX, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 105–121, 2022. DOI: 10.26770/phoinix.v28n1a6. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/phoinix/article/view/52886. Acesso em: 26 fev. 2024.